sábado, 13 maio 2017 20:06

Todos a bordo da Semana Tanto Mar

Escrito por
Classifique este item
(0 votos)

Arrancou hoje a 6ª edição da semana Tanto Mar, a iniciativa da Forum Estudante, da Escola Superior de Tecnologia e Turismo do Mar e da Câmara Municipal de Peniche, que reúne 50 jovens de todo o país à volta do tema do mar. A aventura começou no Alfeite, na Escola Naval, onde os participantes puderam visitar as instalações da Escola, como as salas de aula, os dormitórios e as infraestruturas desportivas, e ficar a saber um pouco sobre o dia a dia dos seus cadetes. Descendo até às docas, os jovens subiram a bordo da fragata NRP Nuno Álvares. Numa viagem pelo interior do navio puderam conhecer alguns dos equipamentos e a sua função, nomeadamente aqueles utilizados na ponte, o centro de controlo do barco. Houve ainda oportunidade de conhecer o armamento e radares da fragata.

Da superfície marítima às suas profundezas, os participantes seguiram para o edifício da Esquadrilha de Submarinos, aqui assistiram a uma apresentação sobre a história dos submarinos em Portugal, a sua função e campos de atuação. Os submarinos são um elemento importante na defesa do território devido ao seu grande poder de dissuasão. Quando um submarino imerge torna-se quase indetectável, podendo manter-se neste estado por 45 dias. Enquanto que os navios só conseguem detetar um submarino a cerca de quatro quilómetros de distância este consegue avistar o navio a trinta quilómetros, tendo assim uma clara vantagem.

Para além de missões decorrentes de alianças como a União Europeia, a NATO ou CPLP, os submarinos também atuam contra o tráfico de estupefacientes, armas e pessoas, a imigração ilegal, o terrorismo, pirataria ou a degradação dos recursos biológicos e poluição, entre outras áreas. Estando os dois submarinos ali atracados, os 50 participantes foram divididos por equipas para poderem visitar o interior do NRP Tridente e do NRP Arpão. Depois da descida pela escotilha os jovens depararam-se com um espaço muito condensado onde cada metro quadrado tinha a sua função. Numa visita guiada pelas zonas habitacionais, pela sala de trabalho onde se faz a monitorização exterior e interior e pela área do motor, os participantes puderam ficar a conhecer o dia a dia dos submarinistas e parte do trabalho que estes desenvolvem. Para terminar este primeiro dia, os jovens puderam assistir a uma breve apresentação da oferta formativa da Escola Naval bem como todo o tipo de oportunidades que esta oferece e as acções que desenvolve. A noite acabou animada com jogos para quebrar o gelo e muito convívio, deixando os jovens cheios de energia para um grande segundo dia desta semana.

Lido 86 vezes Modificado em segunda, 30 abril 2018 17:01